segunda-feira, 4 de abril de 2011

Saudosista, ser ou não ser?

Paz de Cristo para quem entrar aqui!
Quando era mais moço eu detestava quando o antigo Pastor da nossa Igreja dizia: Que saudade dos tempos em que as coisas eram difíceis, éramos perseguidos, mas nossas Igrejas eram cheias da presença de Deus e, além do mais, os cultos também eram cheios e vivos. Eu detestava! Criticava o saudosismo! Fazia cara feia! e dizia pra mim mesmo: Lá vem esse velho! Será que ele não vê que os tempos são outros, que precisamos viver essa época, pois passado deve ficar no museu! (Não existe nada mais saudosista do que museu, né?).
Enfim, os anos passam, Deus nos transforma, amadurecemos, e a presença de Deus faz com que tudo que antes tinha valor perca o brilho diante do esplendor Dela. Perdem o brilho as antigas canções, os antigos comportamentos, as antigas companhias, os antigos livros, as antigas filosofias, etc. E assim vai! antes queríamos ficar solteiros, mas Deus planeja casamentos abençoados (e estou eu aqui recém-casado). Antes queríamos barulho, mas Deus se manifesta na brisa como a Elias. Antes, o brilho e o papel principal na cena principal, mas Deus não nos quer no palco, mas no lugar mais baixo e humilde, pois é lá, na olaria, que Ele nos faz ouvir a sua palavra. Estou eu aqui falando do presente! Quero falar do saudosismo!
Esse processo, em que me envolvo, de saudosismo, faz parte de um a etapa pela qual muitas pessoas passam. É! estou passando por ela!
Sinto saudades de um tempo em que não vivi. Sinto saudades das pessoas que oraram por mim quando pequeno, mas que vivem em Cristo (vivem, pois não morremos, vivemos). Sinto saudades da época em que as igrejas eram cheias da presença de Deus. Saudades da época em que as pessoas queriam se casar, constituir uma família. Saudades de um tempo em que as pessoas não queriam movimento, fogo estranho, mas única e exclusivamente a presença de Deus. Saudades dos tempos difíceis, mas de oração, fervor, compromisso, músicas que retratavam a presença de Deus. Não pedíamos faz chover, pois críamos na Chuva de Graça. Não acreditávamos no triunfalismo, mas críamos em Deus "Inda que a dor nos unisse a Ele". Sabíamos que as perseguições nos tornavam ainda mais bem-aventurados. Sinto saudades das pregações, com pouca teologia, mas muita Graça. Saudades dos cultos de jovens cheios de gente ansiosa pela palavra de Deus. E os louvores? Que letras abençoadas! Saudades do tempo em que existiam João, Maria, Mateus, nem sabíamos os nomes dos cantores, pois o mais importante era as mensagens de Deus através dos hinos, do que as pessoas! Hoje não tem mais isso! Todo mundo quer uma parte do bolo da fama. Afinal, o que nos une a Deus? O que nos move a compor? A escrever? Será o brilho? Suponho, com 99% de certeza que sim.
Mas eu louvo a Deus que existem saudosistas. Eles não estão no palco! Não estão nas melhores lojas! Você nunca os verá dando autógrafos. Eles são os adoradores (que têm saudades dos tempos em que Deus manifestava sua presença e consumia o holocausto com o sacrifício). São as irmãs do círculo de oração, grupo de mulheres, que se reúnem pra orar (pois oração deve ser sem cessar). São os irmãos que lêem a palavra de Deus e a vivem (aqueles que nunca dirão uma heresia). São aqueles pastores que você nunca vai saber o nome, conhecidos, mas não famosos.
Saudades do tempo em que éramos desconhecidos deste mundo, porque queríamos ser conhecidos e lembrados por Deus.
Saudades!!!! da simplicidade, do amor, do compromisso, dos hinos, das reuniões. Do Avivamento!

Deus te abençoe!

Em Cristo,

Valber Ricardo.

5 comentários:

Vanessa disse...

Realmente maninho... Estamos perdendo a real essência do evangelho, um evangelho de sacrifício... de dor muitas vezes... Precisamos voltar ao primeiro amor...

A palavra é o meu domínio sobre o mundo... disse...

Valber....rsrs....Muito bom ver que você também se rendeu ao mundo virtual....É bom porque Deus nos quer assim....falantes do amor, da obra...dos debates...Amei o blog...Fka na paz...God bless you...

Luciana Reis disse...

Amigo,irmão... depois daquele comentário super abençoado que deixou em meu blog, estava mesmo querendo sugerir que fizesse um blog seu para compartilhar suas opiniões, sua forma de ver a vida, suas experiências, suas alegrias. Que bom que Deus o mobilizou a fazê-lo, mesmo sem meu incentivo [como se precisasse! rs]. Deus já me abençoou com o que li sobre sua vida e tenho certeza que todas as mensagens falarão ao meu coração e ao de todos que passarem por aqui. Parabéns pelo post.
Paz
Luciana - Serva de Deus em todo tempo e em Colorado.

Paulo disse...

A Paz do Senhor meu querido irmao! Agradeço muito á Deus pela sua vida que muito tem nos abençoado,com palavras ungidas e abençoadas para as nossas vidas,pois,precisamos mesmo é dar prioridade á Palavra de Deus e Ele tem lhe usado para nos transmitir palavras que edificam e nos alimentam.Que Deus continue a lhe abençoar e usar nesse lindo ministerio,continue nessa sua simplicidade e humildade,pois,Deus ainda tem coisas grandiosas para realizar atraves da sua pessoa.Deus lhe abençoe a vc e a sua esposa Gisele. Abraços!

Patrici Ignácio disse...

Quero louvar a Deus pela vida dos irmãos em Cristo Jesus, Valber e Giselly, ois mesmo nesse mundo aonde o tempo é pouco e aonde o amor naão reina mais PODEMOS ver que ainda sim Deus com a imensa graça que somente Ele tem usa, abençoa e constroi.Quero dizer que hoje acordei precisando de ouvir tudo que li sobre "saudosismo" lembrei-me de uqando criança aonde minha mãe com três filhos de idades com pouca diferença nos levava andando durante uma hora para chegar até o culto e tudo aquli era lindo...chorava muiito quando minha mãe nao me levava e hoje? aaa hoje? muitas das vezes a vinte minutos de nossas casas temos "priguiça" de ir na igreja.


Agradecida por lembrar de minha infância e realmente sentir a imenssaa saudade.

O SAUDOSISMO É UMA BEnção!
Hoje começo o meu dia muito mais forte.

Apaz de Cristo Jesus!